O duplipensar a todo vapor

Quem já leu “1984′, umas das obras mais famosas de George Orwell, consegue entender perfeitamente o comportamento dos petistas e esquerdistas, principalmente nos dias que antecederam e sucederam as maiores manifestações da história do Brasil, pedindo a queda de Dilma, a prisão de Lula e a criminalização da maior quadrilha que esse país já viu, o PT.

Aécio e Alckmin vaiados e expulsos da manifestação em SP:

201603131624471059

Os tucanos foram xingados e impedidos de continuar na manifestação. Para nós, que temos a bússola moral regulada, esse é o tipo de tratamento que qualquer político corrupto, canalha e oportunista deve receber. Dessa vez, até a esquerda – que enxerga o PSDB como direita, apenas por não ser uma esquerda tão radical quanto a que eles defendem – aplaudiu o ato. Agora, exercite sua memória e lembre do discurso dos esquerdistas quando um petista, comunista ou psolista recebe xingamentos e vaias. Lembrou? Pois é. Vários textões no Facebook indignados com a intolerância dos “fascistas” capazes de tamanha crueldade. Hostilizar quem eu não gosto pode. Hostilizar os meus bandidos de estimação, jamais!

A polêmica da babá no protesto:

babá-protesto

A esquerda continua lutando bravamente para dividir a sociedade entre negros e brancos, héteros e homos, ricos e pobres, homens e mulheres, patrões e empregados. Dessa vez, na tentativa de desqualificar as manifestações e rotular os manifestantes, os esquerdistas atacaram em massa um casal, pois este levou a babá para cuidar das crianças enquanto exerciam seu direito democrático. Pessoas comuns, em pleno gozo de suas faculdades mentais, não viram nada de errado na imagem. Mas os esquerdistas, racistas por natureza, acharam um absurdo aquela cena porque a empregada era negra. Chegaram ao ponto de traçar um paralelo da cena com o Brasil colonial dos tempos de escravidão. Agora é proibido ter empregados negros. Eles preferem você desempregado do que trabalhando dignamente. Várias empregadas se manifestaram no Facebook contra o ataque abjeto e o “dividir para conquistar” da esquerda, inclusive a própria babá retratada na imagem. Isso traz um alívio; é bom saber que eles não conseguem mais enganar quase ninguém, nem os supostos “oprimidos” dos quais pretendem manter o monopólio.

racismo

Mas tenha calma e respire fundo. A canalhice não acaba aí. Você já viu algum esquerdista dar um pio quando uma babá negra trabalha para celebridades negras ricas e famosas? Nem precisa responder. Aí não tem problema. Aí não é colonialismo, não é resquício de escravidão. Lázaro Ramos passeando com seu filho e a babá negra? Normal! Glória Maria andando no calçadão carioca acompanhada de sua baba negra? Nada de mais!

É importante deixar claro que nós não vemos nenhuma anormalidade em nenhum dos casos. Também não vemos cores. São somente pessoas que têm condições de pagar por esse conforto, empregando pessoas que necessitam de trabalho. Mas tem gente que prefere vê-las desempregadas, talvez tragadas pelo mundo do crime, só para poder soltar aquele discursinho manjado das “vítimas da sociedade”. Para que o discurso da esquerda se mantenha em pé, mesmo que de muleta, criminosos são bem mais interessantes do que trabalhadores.

Isso é duplipensar. Você pode perceber esse comportamento diariamente, não só no campo político. Mas não há como negar que a esquerda domina essa ferramenta como ninguém. É o que chamamos de “dois pesos, duas medidas”. Nada mais é que o resultado de uma mente perversa, sem qualquer traço de valores morais ou amor pela verdade. Pelo poder vale tudo.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s